Usuários online

1 visitantes online (1 na seção: Artigos)

Usuários: 0
Visitantes: 1

mais...
Você está aqui » Home Page » Artigos » O Eixo no Tai Chi Chuan - Artes Marciais Internas - Artigos

 

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)
Artes Marciais Internas > O Eixo no Tai Chi Chuan
O Eixo no Tai Chi Chuan
O Eixo no Tai Chi Chuan
De acordo com o dicionário do Aurélio, a palavra eixo está descrita da seguinte maneira:

“Reta que passa pelo centro de um corpo e em volta do qual esse corpo executa rotação; ou ainda, peça que articula uma ou mais partes de um mecanismo que em torno dela descreve movimento circular”.

No Taoísmo, assim como no Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan), esse conceito vai muito além. Tudo no Universo tem no seu cerne, na sua essência, um eixo, seja ele físico, energético, emocional ou psicológico. Ele é um ponto de equilíbrio. Num sentido de localização espacial, não se pode dizer com exatidão matemática onde se localiza o eixo no corpo humano. Podemos sim, percebê-lo intuitivamente.

O eixo, quando estamos com o peso distribuído igualmente entra as pernas, entra pelo topo da cabeça, atravessa o centro do corpo e sai pelo períneo, que é um centro energético localizado entre o ânus e o genital.

Para entendermos o eixo de uma forma energética, precisamos dissecar a palavra Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan). Tai significa supremo, ou aquilo que supera, que vai além; Chi é a polaridade energética Yin e Yang (yang = calor, alto, expansão, pai, leve, etc e Yin o seu oposto/complementar = frio, baixo, recolhimento, mãe, pesado, etc) e Chuan tem o sentido de agilidade, flexibilidade e punho, que nos remete à idéia de uma arte marcial ágil e flexível.

Portanto a palavra Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan) significa uma arte marcial que tem por objetivo alcançar um estado energético que vai além da polaridade Yin e Yang. Essa arte marcial pode nos levar a alcançar uma energia Uma, uma energia onde Yin e Yang estão em perfeito estado de equilíbrio. Esse estado energético absolutamente equilibrado chama-se Tai Chi.

A pergunta que nos vem à mente nesse momento é: e onde no Universo podemos encontrar esse tipo de energia? Podemos encontrá-la no nosso próprio eixo. Quanto mais praticarmos o Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan), colocando nossa consciência sutilmente sobre o eixo, mais próximos estaremos da energia Tai Chi. O Eixo é, portanto, a mola propulsora do pensamento e movimento no Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan).

De acordo com o Gran Mestre Wu Jyh Cherng no seu livro “Tai Chi Chuan - A Alquimia do Movimento”, num primeiro estágio o praticante deve entrar em contato com o seu eixo físico para depois se desapegar dele, sem, porém, esquecer-se dele, para poder então entrar em um nível mais profundo”.

Se o homem é o elo de ligação entre as energias que vêm do céu e as energias que vêm da terra, ele se torna, portanto, o próprio eixo do universo manifestado. Através dessa consciência, o praticante de Tai Chi Chuan pode se tornar pura potencialidade, e num estágio mais profundo se tornar o próprio Tao. Esse seria então o último estágio do Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan).

Para aqueles que estão entrando em contato pela primeira vez com a noção de eixo, podemos fazer uma prática que nos dará uma ótima idéia desse conceito.

Só é preciso andar de uma maneira extremamente lenta, devagar quase parando, e colocar a consciência no deslocamento do eixo. Fixe o olhar em algum ponto à sua frente para não dispersar a consciência e entre em contato com o seu eixo. Ande em todas as direções, procure girar, ande para trás, pare numa perna só, estique uma perna em várias direções enquanto se equilibra na outra. Brinque à vontade!

_____ SOBRE O AUTOR _____
Bruno Kelson Professor de Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan) - Sociedade Taoísta do Brasil
_________________________
fonte: Jornal Tao do Taoísmo - n. 15
  Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo

Navegue pelos artigos
Artigo prévio Estratégia Chinesa: além da Arte da Guerra A Arte da Guerra Próximo artigo